terça-feira, 12 de outubro de 2021

cais

barco nas águas paradas
rasgadas mágoas
e sulcos profundos da quilha.

na pele o desenho da noite
e espuma 
em ventos cruzados.

a tormenta amansada
enfim
no porto seguro das tuas mãos.

2 comentários:

  1. Um poema de amor muito expressivo.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  2. O desenho da noite na pele rasgada pelas mágoas. Mas há um porto seguro nas mãos de quem ama... Que beleza!
    Uma boa semana com muita saúde.
    Um beijo.

    ResponderEliminar