quarta-feira, 21 de março de 2018

dia da poesia

resolvi escrever um poema
neste dia da poesia
sem saber muito bem
de que falaria
o que é poesia e o que ela contém.

pois então...

o sol brilha como em qualquer outro dia
as noites são frias quando vividas em agonia
os rios continuam a correr p'ro mar
constroem-se mais armas para matar
rouba-se aos povos o que seria essencial para viverem e terem pão
o planeta sofre cada vez mais com a pegada humana
o amor já não é só uma ilha e uma cabana
caiem bombas na síria como poderão cair amanhã noutra região.

e pronto..
será assim a poesia?

sei isso sim que
- a primavera (árabe) é uma quimera!

LM_21.mar.2018

3 comentários:

  1. Pois é, Luís, nada muda mas o sonho dos Poetas é que as palavras urdam idiomas e caminhos, organizem protestos, teçam raivas... E convoquem a fraternidade. Tu o fizeste, Amigo.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  2. E pronto. Escrito em palavras não pensadas, saiu um poema perfeito.
    .
    * Mulher: A essência sem raça nem cor. *
    .
    Desejando um abraço

    ResponderEliminar
  3. Amigo Luís, no dia da poesia um poema, como uma lanceta, num mundo podre e falho da doçura e da beleza da poesia. Um dedo apontado à realidade da vida, num "poema" muito bem construído e "tangível".

    Beijo de luar, meu amigo.

    ResponderEliminar