quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

(sétima esquadra)


cidade estendida
com betão e muceque
e a criança moleque
nos sonhos perdida

atravessa travesso
as ruas que habita
faróis quentes nos olhos  
e fria noite desdita

imagina ainda
a barriga cheia
o colo da mãe
aquela que não tem

mas para quê pensar
se mais infeliz fica
ao deixar de caminhar?

LM_31.jan.2018


.....

imagem sapo

O MUNDO ESTÁ A TORNAR-SE UM LUGAR MAIS PERIGOSO PARA MUITAS CRIANÇAS, ALERTA A UNICEF



A UNICEF lançou ontem, 30 de janeiro, um apelo de 3,6 mil milhões de US dólares para prestar assistência humanitária vital a 48 milhões de crianças que vivem em ambiente de conflitos, desastres naturais e outras emergências em 51 países em 2018.
in: https://lifestyle.sapo.pt/

1 comentário:

  1. Amigo Luís, o que dizer deste poema, deste grito de alerta? Pouco... muito.... mas as palavras são curtas, pequeninas, para sacudir o pó das mentes dos "crescidos". Os meninos "moleques" são apenas esfarrapas folhas nas vidas dos que (des)governam este mundo.
    Fabuloso poema, um dedo apontado a uma realidade dura, muito dura, e tão desnecessária.

    Beijo de Luar

    ResponderEliminar