domingo, 14 de janeiro de 2018

o felino


a noite fria de janeiro
acordou com o gato preto
no telheiro.
toda a paixão era espera
de olhos cansados
na longa vigília da 'fera'.
mas logo a vizinha 
sem nada saber de amores
enxotou-o 
com vassourada de dores.

LM_14.jan.2018


4 comentários:

  1. poema muito real
    quase que consigo ver o felino a ser enxotado
    bela inspiração
    boa semana
    beijo
    :)

    ResponderEliminar
  2. Há vizinhas que não merecem
    Abraço

    ResponderEliminar
  3. Quando alguém não percebe nada de paixões...
    Uma boa semana, meu Amigo.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  4. Janeiro, mês dos gatos e dos amores, perfeitos e imperfeitos... apenas amores "felinos" incompreensíveis. Mas apenas para quem desconhece a força e a beleza do amor.
    Amigo Luís, um poema a um gato negro, com alma branca de amar, ou poema a um amor incompreendido, enxotado por um "vassourada de dor"? Seja como for, belas palavras.

    Beijo de luar

    ResponderEliminar