quarta-feira, 22 de março de 2017

rios feridos

Era tarde, tão tarde
Nas horas coadas  
Que a luz definhava 
Noutras alvoradas.

E o rio passava
Em brandos sussurros
De mágoas deixadas
Por detrás dos muros.

(metais pesados nas águas do Tejo)


quinta-feira, 16 de março de 2017

o nome

An He


os nomes que eu te dei
são nomes que já não sei
nomes por quem chamei
ou nomes por quem amei.

só um nome eu não esqueci
entre todos os que perdi
o nome guardado no peito
nome conhecido no leito
quando nascido o senti
e se colou sempre em mim:
esse, o nome de minha mãe.




terça-feira, 14 de março de 2017

dorotéia

José Roya


ensina-me a voar
doce dorotéia
nas escarpas mais íngremes 
do teu olhar. 


leva-me contigo no canto da cotovia
ou no voo do condor
e dá-me o abraço final.

teu virgem fruto 
sem pecado ou castigo
recebe-lo-ei 
como um simples mortal.

quarta-feira, 8 de março de 2017

mulher

canavaggio


um dia na vida
de todos os dias e
hoje é só mais um...
o teu dia
igual a tantos
um dia para te lembrar
como se fosses invisível
a um qualquer olhar.

és corpo e alma
amor e dor
e luz
deusa-mulher
mulher-menina
ou criança ainda.

(dia internacional da mulher)

sábado, 4 de março de 2017

O soldadinho





Olá pai, olá mãe
Adeus...
Eu fico bem!
Adeus 
Até ao meu regresso.

E em chumbo o soldadinho 
Feito espólio num impresso
Com a Alma que Deus tem
Chegou aos braços de sua Mãe.