sábado, 2 de dezembro de 2017

mãos sujas

tuas mãos sujas da terra
são mais dignas
que as limpas da guerra.

oh, hastes vergadas em mim
de só baixar a cabeça
a plantar um jardim.

LuísM_02.12.2017


4 comentários:

  1. "tuas mãos sujas da terra
    são mais dignas
    que as limpas da guerra."
    Tão belo. Tão sentido. Tão verdadeiro.
    Uma boa semana, meu Amigo.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  2. apenas as flores se veneram!
    (e nem todas rss)

    gostei muito

    forte abraço, meu amigo

    ResponderEliminar
  3. Meu Amigo, estar de cabeça baixa para plantar um jardim é sinal de alma grande, e coração repleto de esperança, sim: essa que vê, e sente, o poder do amor frente ás adversidades da vida, às loucuras dos homens, à intransigência dos corações de pedra.

    Um poema profundo e intenso, com uma melodia de esperança. LINDO.

    Beijo de luar, Luís.

    ResponderEliminar
  4. Na simplicidade das palavras se encerra a verdade e a beleza.
    Gostei muito.
    beijinhos
    ;)

    ResponderEliminar