quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

madura seara

fotoLuísM
samba

seu rosto tem um jeito
tão direito
que me deixa louco 
de prazer
e seu peito
tem o leito
do fazer e não fazer.

seu cabelo tem um rio
tão em fio
que me leva a navegar 
como se fosse meu mar
e me estendo
ao seu cheiro 
tão inteiro
que não entendo.

seu sorriso tem um misto
de inocência 
e sedução
como querer e não querer
eu ser seu adão.

e seu corpo é escultura 
nas linhas
de arquitetura 
dum poema de neruda 
que leio como ninguém.

e seus lábios têm cola
que namora
meus sonhos de feira
toda a hora
como quadro de vieira

e a flor beija-amor
pássaro de mel
é romance a dois
com música de brel.

("para não dizer que não falei de amor...")

5 comentários:

  1. Um samba de madura seara. Onde as ondas sonoras de Brel, se misturam com os traços de Vieira e as letras de Neruda, enquanto: de verso em verso, se mergulha em rios de sonhos e mares de sedução. Claro... Há que falar em amor: para isso ficam os eternos e amorosos beija-flor (amor).
    Fabuloso, querido amigo.
    Beijo. Bom fim de semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. do seu belo comentário, minha amiga, retiro (alterando) para título: madura seara.
      fico a dever esta...
      Um beijo e fico feliz por gostar.

      Eliminar
  2. chave de oiro, na musicalidade do poema
    "romance a dois (quem mais se atreveria?) com música de Brel"
    gostei. deveras!

    caloroso abraço

    ResponderEliminar
  3. Palavras para cantar. palavras para cumpliciar com Neruda. Palavras para emocionar com Brel. Palavras para dizer amor...
    Muito belo!
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderEliminar