sábado, 27 de agosto de 2016

o cálice

foto: luísm

vejo-te no alto do penhasco
com o mundo sobre os ombros
e um vago caminhar
por dentro do teu mal-estar

pensas a vida como um destino
contigo nascido

as promessas que fizeste
a um deus desconhecido
não as fizeste a ti
que as terias ouvido

não! esse cálice não é teu
é de alguém que to deu.




1 comentário:

  1. O consentido exílio de quem constrói um horizonte em volta dos seus hábitos e "com o mundo sobre os ombros" recebe a vida do cálice do destino...
    Muito bom, meu amigo.
    Um beijo e uma boa semana.

    ResponderEliminar