domingo, 17 de julho de 2016

entre a terra e o mar...



foto LuízM

Meu sangue é Mar
em corpo de Terra a clamar
e o Poema, qual borboleta, passeia
leve e suave, na brisa duma epopeia.

- Na linha da costa há um sonho embrenhado no pisar e...no olhar!



1 comentário:

  1. "Na linha da costa" haverá uma nova relação com a felicidade . Entre o sangue e a terra apenas os barcos inquietarão o corpo. O olhar tocará o sonho, por certo...
    Muito belo, meu amigo. A fotografia é excelente.
    Beijos.

    ResponderEliminar