domingo, 12 de abril de 2015

horizonte perdido

foto Net


sobre o oceano corre a matriz duma vida 
lambendo as fragas agrestes da madrugada
lá longe há um horizonte de costas voltadas
e por cima do sonho fica a memória perdida
na ilusão da onda, ora vinda, ora recuada
que deixa o sabor acre nas coisas amadas.

nas margens, dois continentes antes tocados 
vão-se afastando, suavemente, do mesmo lado
como dois amantes, antes felizes, ora zangados

deixando uma linha limitadora do comum Fado.



1 comentário:

  1. O oceano nos uniu. O oceano nos separa. "por cima do sonho fica a memória perdida" e o Fado, nosso destino e nosso remorso...
    Beijo,

    ResponderEliminar