sexta-feira, 30 de maio de 2014

caminho parado


Traçado do futuro, e do presente
mudança constante e permanente
caos num acumular de matéria
espaço perdido sem fim nem artéria
habito um fim de ciclo
com desejos de liberdade
e romper com a cidade
mas o oásis dessa lonjura
é um cansaço que perdura
na miragem. Essa a minha desistência
do passo não dado
do caminho parado
e dar tudo como finado.


LM_2013




Sem comentários:

Enviar um comentário