sexta-feira, 30 de maio de 2014

limpeza


Hoje acordei muito pouco acordado
Acordei, e sem razão aparente
Deambulei a manhã algo ‘chateado’
E pouco esclarecidas as ideias na mente

Gostava de ter tido uma ‘limpeza’
Acordar como se um banho tirasse
Toda esta falta de luz e clareza
Poros da pele onde o pó não estivesse.

Preciso de respirar, sentir-me forte e amar
Preciso que o dia passe por mim
E me deixe em leveza, leve como o éter
No espaço vazio sem o lixo das estrelas
Mas com a energia delas recebido… e tê-las.


LM_2013




Sem comentários:

Enviar um comentário