domingo, 8 de junho de 2014

Corpo e Voz


Queria casar estes versos com o mar
Mar do teu olhar e a musica juntar
Queria ouvir a tua voz cristalina de luar
A cantar…!
A Cantar… e deixar-me perdidamente
Embalar, no teu doce berço e ficar
E ficar…
Sempre perto, mesmo longe, sem estar
A sofrer na ausência do teu ser, por amar.
Essa canção já existe na minha mente
Eu oiço-a constantemente…
Só não sei onde estás neste momento
Mas ocupas-me, sempre, o pensamento.

LM_14.nov.2013



Sem comentários:

Enviar um comentário